Google+ Artesanato com amor...by Lu Guimarães: Você trabalha de graça?

Meus Queridos Leitores!!

Elo 7

terça-feira, 8 de julho de 2014

Você trabalha de graça?

Pelo título deste post, já dá para imaginar do que se trata. Sobre preços dos produtos que eu faço e o quanto eles valem”. Isso mesmo. Acertou em cheio. E sabe por que eu vou falar sobre isso de novo?
trabalho
Porque ninguém trabalha de graça, nem relógio (precisa de pilha ou de corda…)
Mas quando você só leva em consideração o custo do material para calcular o preço dos produtos que confecciona, está trabalhando de graça. Porque só está contabilizando a matéria-prima, deixando a mão-de-obra de lado. Já falamos aqui no Ganhe Mais sobre aquela infalível fórmula para calcular o quanto você precisa cobrar pela sua hora trabalhada. Esse preço por hora de trabalho, somado aos custos de material e desgaste das suas ferramentas é o valor correto a ser cobrado.
Só que, muitas vezes, o trabalho manual leva muito tempo para ser concluído e você acaba chegando à conclusão de que é impossível usar a fórmula mágica, porque o preço ficaria inviável. Então, mesmo sabendo que está trabalhando de graça ou quase de graça, você segue em frente, por falta de opção. É isso ou desistir da vida de crafter profissional. Certo? Errado.
Mesmo que seja impossível, no momento, cobrar o preço justo, você sempre pode gradualmente incrementar o valor que cobra. Uma boa dica é subir os preços e, ao mesmo tempo, oferecer descontos. A manta que custava R$100,00 passa a custar R$150,00, mas está na promoção para quem encomendar uma almofada junto. A almofada, claro, também subiu de preço e assim você consegue jogar com os valores e receber um pouco pelo seu trabalho, além de repor os custos de material.
Com o tempo, as promoções podem ser menores, porque o preço âncora já está mais elevado e você não vai mais ficar chocada com os novos valores. Sim, porque a primeira pessoa que precisa aceitar o quanto está sendo cobrado é você mesma. À medida que o preço faz sentido para você, seus clientes também começam a entender que uma peça feita a mão, com carinho, cuidado e dedicação merece ser valorizada.
Afinal, você é uma crafter talentosa e merece receber pelo seu conhecimento e habilidade. Se, por acaso, uma dúvida enorme tomar conta do seu cérebro, não exite em escrever – e repetir sempre que for colocar preço em algo – a frase simples e verdadeira: ninguém trabalha de graça.
Pense nisso! E até a próxima,


Por:
assinatura blog










 


Beijinhos!!!
Nas postagens do blog a maioria das fotos são de minha autoria. Em algumas ocasiões utilizo fotos que pego na internet. Sempre procuro dar os créditos devidos. Se os créditos não estiverem corretos ou faltando, por favor avise-me para que possa corrigir o erro.

Curta isso!

Minha loja ELO7

Meu recado

visitantes recentes